Antonio Israel Bruno

Eu choro tua partida e a minha quem chorou?A tua marcou-me a vida,a minha de quem marcou?

Textos


"MELANCOLIA DA ALMA."

De passados os dias que idos sem demora
Tristeza em que amargura o nobre sentimento
Distancia harmoniza de entre o hoje e outrora
Vaga lembrança amarga, de um louco tormento.
 
Nostálgico a cantar se das dores infindas
Dos que se foram não mais voltam, desventura
Morada da saudade, no peito doído,
Onde calam suaves vozes amargura.
 
Da figura conceito aos seus ideais
Sentimento imigrando se nas dores da alma
Sonhos que se perdidos e pela agonia.
 
Se chorando dos fortes que sendo mortais,
Que de outrora se o resto, num todo um trauma
Desespero iminente o da melancolia.
 
Barrinha 29 de setembro de 2018 – 20;35
Aibs1953@gmail.com
WhatsApp 16 994504199
 
 
 
 
antonioisraelbruno
Enviado por antonioisraelbruno em 29/09/2018

Música: Nubia Lafayette - Lama - Desconhecido

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras