Antonio Israel Bruno

Eu choro tua partida e a minha quem chorou?A tua marcou-me a vida,a minha de quem marcou?

Textos


SOMBRAS NO MAR.
 
Oceano que nas pedras bate a água,
Rumorejo, impressão que causa dor;
Espuma, representante da mágoa,
Ondas que sufocam, brisas sem temor!
 
Chora, o mar na lástima assombra,
Quando tapa o sol, as nuvens dos céus,
Traz, inquietação no mar, a sombra;
Faz, pela espumarada, brancos véus!
 
Da praia, o observador que torna,
Dos marujos, que voltam cansados;
Solitário farol, trazes de volta.
 
No negrume que enquanto contorna;
Pela sombra da noite, rebocados.
Sereno; o mesmo mar se revolta!
 
Barrinha 30 de abril de 2018

Aibs1953@gmail.com
WathsApp 994504199
 
 
 
 
 
antonioisraelbruno
Enviado por antonioisraelbruno em 30/04/2018

Música: AGNALDO TIMOTEO (SOMBRAS) 2004 - Desconhecido

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras