Antonio Israel Bruno

Eu choro tua partida e a minha quem chorou?A tua marcou-me a vida,a minha de quem marcou?

Textos


NO ABRIGO O ARQUITETO.
 
Na alma se, sofredora e feliz,
Ainda na vida o sofrer obriga;
No sentir-te aos sonhos, abriga;
Abriga a quem se sente como quis.
 
Carícias em sonhos puros a viver,
Na alma o sentir bárbaro em dor,
Chamas e o são de um puro amor,
Viver requer na alma o padecer.
 
Desgostoso, no mergulho sombrio,
As dores obrigam o sentimento;
No peito gritos e são de afeto.
 
Ainda na sombra, às margens do rio,
Deslocando ao contentamento;
Sob, o poder santo do Arquiteto.
 
Barrinha 09 de maio de 2018
Aibs1953@gmail.com
 
 
 
 
antonioisraelbruno
Enviado por antonioisraelbruno em 09/05/2018

Música: Por toda a vida - Anisio Silva

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras