Antonio Israel Bruno

Eu choro tua partida e a minha quem chorou?A tua marcou-me a vida,a minha de quem marcou?

Textos


“ANGÚSTIA DO RICO, CRENÇA DO ATEU”.

Do pobre, que é angústia do rico;
Por utensílios, domésticos, não ter;
Sou pobre, nem por isso te suplico,
Nem aceito, que de mim, dó venhas ter.
 
Do meu colchão, estrelas conto nos céus,
Lua clareia no meu lar, aponte,
Dos cumes, vejo sol que rasga os véus,
Febril, a despontar no horizonte.
 
Não vêem, a beleza e encanto,
Não primam, do que a natura nos deu;
Nem aos céus olham, a agradecer!
 
Sou humano, sei, porém não sou santo,
Bem sei que o que mais crê, é o ateu,
Não consegue, informar seu parecer.
 
Barrinha 05 de maio de 2018
Aibs1953@gmail.com
antonioisraelbruno
Enviado por antonioisraelbruno em 05/05/2018

Música: Evaldo Braga - Eu não sou lixo - Desconhecido

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras