Antonio Israel Bruno

Eu choro tua partida e a minha quem chorou?A tua marcou-me a vida,a minha de quem marcou?

Textos


AMOR AMARGO
 
Nas dores, que sacramentas, criança,
Pelos doces, caramelos trazidos,
Da infância já triste, as lembranças,
Trocam por doces, amores fingidos.
 
Amor amargo é o teu modelo,
Instinto pobre, não tem sentimentos:
A quem nos braços, trazido no zelo,
Seios pontiagudos, são isentos.
 
Amor do filho, distante criado,
Filho que os pais, pouco conheceram,
Dores sentindo, só raiando veem.
 
Pela sede de dinheiro ganhado,
Do filho amado que esqueceram
Que por caricias, amor não o tem!
 
Barrinha 11 de abril de 2018
Aibs1953@gmail.com
WathsApp - 994504199
antonioisraelbruno
Enviado por antonioisraelbruno em 11/04/2018

Música: Bruno Marrone - Filho Pródigo - Desconhecido

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras