Antonio Israel Bruno

Eu choro tua partida e a minha quem chorou?A tua marcou-me a vida,a minha de quem marcou?

Textos


DO CUME SAI FUMAÇA.
 
Quando escurece sinto o frio.
Triste o vento que no cume bate
Madrugada no escuro sem brio
Na relva sendo, no cume combate!
 
Sai lágrimas, quando no cume sinto
A ventania que no morro trepa,
Choro sim e sem vergonha não minto
Na dor que no cume sinto, decepa!
 
manhazinha, o claro aparece,
martírio do cume é o regaço,
Bate o vento e sol que sem graça!
 
Aos poucos que o cume aquece,
Mais mostra o cume seu belo traço
Sol quente, até do cume sai fumaça.
 
Barrinha,11 de março de 2018
Aibs1953@gmail.com
antonioisraelbruno
Enviado por antonioisraelbruno em 11/03/2018

Música: Fascinação - Elis Regina (1) - Desconhecido

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras