Antonio Israel Bruno

Eu choro tua partida e a minha quem chorou?A tua marcou-me a vida,a minha de quem marcou?

Textos


CHORA O POETA.
 
 
Nas rimas as faço quase perfeitas
Sincero no meu modo de poetar
Digo nas minhas frases me deleitas...
Na inocência grito por ti amar.
 
Canto as mágoas na minha dor chorar.
Sincera amargura sofro tanto
Pois nestas rimas vejo o meu pranto
Tristeza enseja ver em um altar.
 
Neste entusiasmo alma minha
Companheira esta que não separa
As rimas, em teu colo se aninha.
 
Rabiscos sendo a luz esses traços
Diva, sê amante a mim declara:
Que as rimas imperfeitas as faço!
 
Barrinha 05 de janeiro de 2018

Aibs1953@gmail.com
WathsApp 994504199
antonioisraelbruno
Enviado por antonioisraelbruno em 05/01/2018
Alterado em 05/01/2018

Música: Abismo De Rosas - Raphael Rabello - Desconhecido

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras