Antonio Israel Bruno

Eu choro tua partida e a minha quem chorou?A tua marcou-me a vida,a minha de quem marcou?

Textos


ESCRITOS N’ÁGUA.

Sem querer levar mágoas à amada,
Como sempre meus poemas escrevi,
Olhando em seu corpo e meu senti:
Descrição concreta de uma fada.

Na cândida mulher em que sonhara
Nos olhos amáveis, senti o amor
Voz emudecera balbuciara,
Sofrida meiguice senti teu calor.

Versos escrevi mente guardara
Amor legitimara nos desejos
Escritas da mente apagara.

Belos seios aos olhos ensejos.
Tanta cor, tanta paixão, quanta mágoa,
Riscos esqueci, escritos na água!

Barrinha,04 de janeiro de 2018
Aibs1953@gmail.com
WathsApp  994504199
antonioisraelbruno
Enviado por antonioisraelbruno em 05/01/2018
Alterado em 05/01/2018

Música: TEMA DE LARA - Desconhecido

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras