Antonio Israel Bruno

Eu choro tua partida e a minha quem chorou?A tua marcou-me a vida,a minha de quem marcou?

Textos


Meu Amor ...
 
Posso retirar meus vícios costumes,
Posso ter dos sonhos se me credita:
Sofrimento vier, alma bendita;
Prender-me algemas. Porém ciúmes!

Meu vagar sentimento abundante,
Ainda se este meu pesar, finita,
Deste coração puro, ser amante!
Tanto te encanta e se limita!

Sinto me prender livre é o sofrer,
Meu único, não o consigo perder:
Ainda fosse, me seria o frasco!

Não há prisão o se prender, carrasco!
Nem cela é quem limita se prender:
Seria-me o pior, eu a perder!
 
Barrinha,13 de junho de 2017-06-13

aibs1953@gmail.com
WhatsApp – 9 9450 4199
 
 
 
israelbrunopoeta
Enviado por israelbrunopoeta em 13/06/2017
Alterado em 14/06/2017

Música: Como eu te amei - Agnaldo Rayol

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras