Antonio Israel Bruno

Eu choro tua partida e a minha quem chorou?A tua marcou-me a vida,a minha de quem marcou?

Textos


 
Vaidade...
 
Olhar fremente sensibilidade;
Se em tão macio comum encosto,
Encantos são e da tua vaidade;
Prazeres surgem em sentir teu rosto!
 
Unha bem feito e leve perfume,
Deslumbrante sensação o bem querer...
Palpitas vestir se e sem queixume
Apontas beldade em teu belo ser
 
Lembras no amor e da dor sentida,
Sofrida. Despedir-se sem retorno
Titubeante fez a despedida!
 
Restando de o humilde lutar, rezar!
A que volte ainda, amor partido!
Vaidade se ter, sem nunca procurar.
 
Barrinha 07 de junho de 2017-06-07
israelbrunopoeta
Enviado por israelbrunopoeta em 07/06/2017

Música: Devolve - Carlos Galhardo

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras